Eu sou super “cabeça aberta”, e quase nada me surpreende. Verdade!
Mas a história a seguir é algo realmente, realmente…não tenho palavras. Não deixe de ir em frente.

Pastor evangélico da Igreja Universal do Reino de Deus, de paletó e Bíblia na mão, Alexandre Senna subia nos púlpitos dos templos e adentrava as celas dos presídios para pregar a palavra de Deus e prestar seu testemunho de pecador arrependido. Nessa época, o espírito ia bem, mas os bicos como motoboy e pedreiro não rendiam o bastante para alimentar a carne. O jeito foi botar a carne para trabalhar.
Continua aqui.

Anúncios